segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Proibido!

Não sei se lembrar de umas das emoções que comentei no texto abaixo. Uma, que disse ser proibida. Proibida por alguém, por algo. Infligida pela lei, qualquer lei com a sentença chamada: risco de piorar o coração palpitante. Ou não, quem sabe.
Na verdade, essa droga de coisa proibida sempre me atrai, coisas escondidas sempre me dá mais emoção, pessoas proibidas e escondidas nos dão DESAFIOS. E que saco é pensar que apesar de sentir-se em alto pico de emoção, atração e exitação, temos que nos contentar com um apenas 'oi, meu bem. você sumiu... como tá? fez o que hoje?'. E pensar que depois de todas essas e mais perguntas respondidas, só vai restar um 'boa noite e dorme bem'. E é claro, aquele velho jogo sujo que tem que ter pra apimentar a relação (hihihi).
E agora, depois de mudar todas os milhares de sentimentos, todos os graus de loucura, e paixão, e sei lá mais o quê, só vai restar a louca vontade de 'ter', qualquer obsessão pequena. Ou apenas falta de palavras para mostrar que quem cala, consente. Falta de palavras implícitas na conversa, porém muito bem traduzidas. E as explicitas, com triplo à quinto sentindo. Depois, sempre a dúvida! A emoção que sinto? Representada em flash assim: ' e o seu olhar me diz tantas coisas, tantas coisas loucas que quando chego perto a minha alma não me deixa mentir, esse teu olhar é pouco pra mim. É um ponto sem fim... Esse teu olhar numa boa é um tu dentro de mim.
Não sei se preciso explicar, explicar que o seu olhar me faz rir em dias nublados. Explicar que ele, simplesmente clarea, sem muita explicação. E que apesar, dos outros sentimentos, você, unicamente proibido, dificilmente infligido, mexe com todas aquelas emoções que fez o final de semana palpitar.
Pare, é proibido. Preciso lembrar-me disso.
Proibido, coração.

;* (nana você é fantástica!)

Um comentário:

  1. ai, ai.. olhares, sorrisos, toques, palavras, sentimentos. Nada disso deveria ser proibido. Ainda mais quando faz tão bem ao coração. Ainda mais quando ilumina uma dia escuro e faz num dia nublado.
    Mas queria te dizer que, só por que é proibido, não quer dizer que você tenha que se privar de pensar. Ver o olhar em sua mente, sentir o toque na sua pele, ouvir o riso e a voz, é só você que tá aí e isso não é probido.
    Vou lhe ser sincera e dizer que eu lembro. Que eu imagino o que eu não tenho mais comigo. E a única parte ruim disso tudo é que, como uma droga, você uma hora vai querer mais. E mais que isso só mesmo ter essas pessoas com a gente.
    Mas o texto ficou tão bom.. Tão trazendo, pra mim, pelo menos, que ja vivi, tudo de volta. E, apesar de serem coisas que eu não gosto de lembrar, eu sei que o propósito de todo texto é trazer pra quem lê o sentimento que o esritor sente.
    Tá ótimo. Pra variar, eu amei de mais.
    beijo, prima.

    Ps.: quem é nana-fantástica? Se for eu: valeu! nem sei pelo quê.. mas valeu! haaha. Se não for por mim: parabéns, nana-fantástica! :D

    ResponderExcluir