quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Um maluco beleza!

Fiquei pensando em quem falar. Tenho uma sala completamente conturbada em relação a amizades, carinhos e afagos. Talvez seja a sala menos desunida, menos amiga, e mais complicada que eu já conheci. Fiquei naquele dilema, falar de quem eu vivo, de quem eu ando, ou de alguém que apenas está ali, e que tão indiretamente, faz parte da minha vida?
Escolhi a segunda opção! E junto com ela, vem Erick. Eu sei que é bem engraçado eu estar escolhendo falar de uma pessoa tão maluca quanto você, mas na verdade o escolhi porque cada dia que eu tenho a oportunidade de conviver contigo, eu mais me encanto em como você consegue administrar maluquice com inteligência-rara e ainda com esse teu coração puro, digno e raro. Puro, porque você não precisa nunca saber como está pessoa é por dentro, pra apenas ser amigo, oferecer o ombro, os ouvidos, o corpo inteiro. Digno, eu me perco só pensando o porquê. E raro, raríssimo. Poucas vezes na minha vida, encontrei pessoas assim.
Na verdade, acho que nós conseguimos nos tornar milhares de coisas, colegas de sala, companheiros de uma vida escolar, colegas há 11 anos, e antes de qualquer coisa, você é um grande amigo. Sei que esse seu jeito meio maluco beleza de levar as coisas, faz com que a gente nunca saiba seu tempo certo, o tempo de brincadeira, o tempo de seriedade, mas não precisa... Seus olhos conseguem ser todas as suas palavras, e não tenho dúvida que o que mais me encanta em você é isso. Esse seu jeito de não dizer nada, e eu conseguir entender tudo. Ou ao contrário. Pode parecer loucura, mas às vezes sinto que você consegue compreender tudo dentro do meu coração, e apenas transmitir com um olhar: ‘ Você está bem, sua boba!’. E ai, vêm risadas de emoção, vêm tapas de carinho, gritos de graça, as coisas se invertem completamente contigo. Eu sei que eu sou chata, que vivo lhe pedindo inúmeros favores, mas é só pra ver sua reação. Descobrir algo novo em você é quase uma aventura de entender o seu mundo. De descobrir tantos segredos que eu consigo ver que estão guardados ai, dentro do seu peito.
Saiba que é um prazer enorme ter a honra de estar ao teu lado. Mesmo que tão poucas vezes, com suas chatices e com pouquíssimas palavras. É uma grande honra de ter como amigo!

“ Eu vou ficar, ficar com certeza, maluco beleza. Controlando a minha maluquez, misturada com minha lucidez.”

Alice Santana
9° ano A


Descrição? Nem fazia idéia do que era isso. Até o meu professor de Redação, entrar na sala e dizer: Quero uma descrição de algum aluno da classe para a próxima aula! Essa ai em cima a minha descrição, sobre a pessoa de coração mais puro da minha sala, e a mais louca, Erick, o meu maluco beleza (L).

7 comentários:

  1. nem ficou tão bom. :/
    odio, odio, odio.

    ResponderExcluir
  2. poxa! desejei ser o Erick agora.
    mas tirando essa minha inveja branca, seu texto ficou mais uma vez, muito bom.

    bj! continue postando :)

    ResponderExcluir
  3. não precisa desejar seu o Erick. e muito menos ter inveja! além de você ser fantastico, e eu também apreciar seu jeito, você ainda terá a ' dignidade de um texto meu, dedicado a você, postado no meu blog..' Assim, com todas as suas palavras!

    E obrigado Theu. (L)

    ResponderExcluir
  4. menine! agora eu fiquei com ciúmes e quero ser um pedaço Erick e outro Matheus! hahah
    mas seu texto tá lindo sim, boba! já disse alguma vez que você escreve muito bem pra alguem tão sonso? hahaha

    beijo, Cinha!
    ( postei. ^^ )

    ResponderExcluir
  5. também não precisa disso né? poxa.
    obrigado, e ah. eu o li na sala, Erick chorou! e bateram palma, fiquei feliz. \o/
    eu escrevo muito bem pra alguém tão sonso?
    NÃO ENTENDI!

    vou ver o post. :*

    ResponderExcluir
  6. por que as vezes você fala que não escreve bem, maracujá! e isso é sonseira! hahahahah

    tambem não precisa do que? Oo

    que bom que a galera gostou, velho.. tem gente que quando você coisa boa, deixa passar.. --'

    ResponderExcluir