quarta-feira, 16 de setembro de 2009

mãezinha!

É tão estranho escrever sobre você! Ou para você.. Não sei porque, mais sempre lhe digo que minhas afinidades são bem maiores com o meu pai, mas a verdade que independente de qualquer afinidade, eu tenho certeza que o que sinto por você, é o amor maior do mundo.
Agora me perco em poesias... Você é tão difícil de ser traduzida. De ser compreendida.
Horas tão chata, outros tão carinhosa. Algumas tão bruta, outras tão carente. Algumas horas deseja fugir de casa, e brinca comigo, meu pai e Caio, que vai nos deixar, entretanto sua dependência sobre nós é tão grande! Ao mesmo tempo tão magnifica. Me perco só de pensar, no brilho que você traz a nossa vida! Com esse seu jeitinho de mãe.

Eu novamente fico sem jeito. Poderia aqui dizer que você é a melhor mãe do mundo, que você é a mais linda, a mais cheirosa, a mais inteligente e outras tantas qualidades que realmente você tem, mas pra que dizer tudo isso, se eu tenho certeza que você sabe muito bem que você é especial, ou melhor você é divina! Quero aproveitar para te pedir desculpas, por te chatear, algumas vezes de propósito, outras sem perceber, por ser tão ignorante, tão bruta. De irritá-la constantemente, e te dar tanto trabalho. De aprontar, de mentir, ou omitir, de esconder, ou apenas me proteger do medo que tenho de você. Pedir desculpa, e lhe desejar parabéns!

Parabéns por mais esse ano de vida! Parabéns por a senhora ser essa grande mulher, essa grande mãe. Parabéns por mais esse dia tão especial, que digo sempre, dia de fechar uma etapa, e abrir outra, recheada de inúmeras emoções, de outros sonhos, outras ideologias. Outras conquistas, novas metas. Parabéns! Quero que neste dia, e em todos da sua vida, Nossa Senhora possa te iluminar. Possa sempre caminhar ao teu lado, como sua grande amiga, e grande protetora. Ao nosso lado, melhor dizendo. Muita saúde, paz, amor, carinho... Sempre muito pouco pra o que você merece. Muito pouco diante do que a senhora me proporciona.

E faz um favorzinho pra mim? Quando falar com ela, pede pra a senhora viver até os 100 anos! Irei adorar te levar pra minha casa, com meus filhos lá, todos juntos, te admirando, assim como eu, teus netos, e a senhora sentada, de preferência em frente ao mar. Com o nosso velho! Quem sabe, com o meu irmão, nos dias de domingo, apenas comemorando por Deus ter nos dado uma grande dádiva, a dádiva de viver!

Mãe, tú es a essência da minha vida!
Sempre será o motivo da minha existência. (L)
Parabéns!

ps: quem quer uma festinha? pode comparecer aqui em casa!
OUEOEUOEUOEE :*
tô tentando colocar uma foto, mais não acho.
depois quando tiver tempo, eu coloco! :)

4 comentários:

  1. haha, não é a toa que Rose Mári quase chorou! hahaha
    eu falo pra mainha meias palavras e ela tambem fica toda boba, imagine com um textão desse?! hahaha

    ResponderExcluir
  2. Lice. Parabens pelo belo texto.
    Voce foi maravilhosa na tradução
    sobre sua mãe,tambem penso da mesma forma!
    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  3. sou seguidor fiel desse blog!
    e sobre o texto? maravilhoso, como sempre.

    bjo lice!

    ResponderExcluir
  4. obrigado nana, tia val! e theu.

    ela é assim, do jeitinho de cima, tia!
    sem tirar, nem por.

    ResponderExcluir