sábado, 29 de agosto de 2009

Maturidade.

Na quinta feira antes de dormir, bem tarde, quase 11 horas, sintonizei minha televisão, e por alguma força caiu bem no canal Canção Nova, no programa Direção Espiritual com Pe. Fábio de Melo, ao qual eu sou muito apaixonada, tanta pelo programa quanto por ele. Eu fico indignada com o poder quer as coisas tem de acontecer, o assunto de que ele falava era: maturidade.
E essa palavra anda me perseguindo. Minha mãe vive repetindo, que eu preciso de maturidade, todos os dias. Queria até saber, se maturidade se encontra na padaria, quem sabe no Shopping. Brincadeira! Mas às vezes chega ser chato escutar isso tantas vezes, mesmo compreendendo o porquê da repetição. Ano que vem quero ir pra Salvador, e meu pai sempre diz que quanto maiores são os poderes, maiores ficam as responsabilidades. Imagino então que maturidade é a junção de todas essas responsabilidades. Casa nova, vida nova. Pessoas novas, cotidiano completamente novo. Realmente não é fácil. Com toda dificuldade, não vou desistir.
E ainda tem uns imaturos que perguntam como vou conseguir estudar em Salvador, com tantas festas. A palavra chave que eu repito: responsabilidade. Ação de responder pelos seus próprios atos. Acho que o único ato que pretendo praticar com responsabilidade lá é o estudo. Estudar como prazer, lazer, profissão, como meta. Afinal a USP não é fácil, Medicina também não. Imagine como é interessante você sonhar, e daqui a alguns anos, concretizar aquilo que você sonhou.
Mais caramba, até hoje eu mesmo me pergunto que diabos é ter maturidade, porque se você faz tudo certo, você não tem maturidade. Se não faz, continua sem. Talvez Pe. Fábio esteja certo, maturidade deve ser quando no alto da tua vida, em algum momento pleno, você consegue se tornar completamente sereno. Sereno em tudo que você faz, fala ou sente. E depois de escutar isso, cheguei à conclusão que eu, nos meus 14 anos de vida, cursando a oitava série do ensino fundamental, e com meus pais com certa convicção de que sou um bebê, nunca terei maturidade. Pelo menos pra eles!
Talvez seja isso. Talvez não precise de maturidade exacerbada, e sim de coragem. Coragem e força de vontade pra levantar e dizer: Eu quero, e eu vou conseguir. Coragem, quem não sabe ela também não vem com certa maturidade. Ah, que diabos de maturidade!

‘Não há impasse no espírito desafiador. Um ditado ocidental diz que a felicidade sorri somente para a pessoa que desafia. Tudo se inicia com a ação. Se agir, a sabedoria se evidencia.’


Beijos, e me desejem sorte! :)

5 comentários:

  1. ô prima, se servir de apoio você ( pelo menos em teoria! ) tem muito mais maturidade que eu! e eu estou no auge dos meus 15 anos, me preparando emocionalmente pra fazer meus 16 ( em uns meses! *-* ), e não sei direito como vou achar maturidade, nessa vida! ( podia vender no shopping.. as quantidades nem precisavam ser tão caras né? hahaha ). Eu entendo como você se sente... é meio que muita coisa.. muita responsabilidade e maturidade pra pouco tempo! Mas eu te desejo toda a sorte se você me desejar um pouco tambem! :)
    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. não é?
    ouvi essa música tem um tempinho já.. e só agora fui reparar na letra..
    mas você tem que ouvir Cinha!
    A letra é perfeeeeita, né?
    poois o ritmo só deixa tudo mais lindo.. *-*
    beiijo! :D

    ResponderExcluir
  3. aah uai!
    Mas é isso que eu tava falando.. as pessoas hoje em dia não escolhem o que querem por amor àquilo.. elas escolhem por amor ao dinheiro..
    e eu não acho que isso seja o jeito certo de escolher o que se vai fazer pro resto de uma ( talvez ) longa vida..
    Você está suuuper certa.. se é medicina que você ama, não importa o quão dificil pareça ( e, provavelmente, seja. ) você vai conseguir.
    Parabens, prima. ^^

    Ps.: se você chama isso de anormal, você devia ficar ' anormal ' mais vezes! hahah
    Ps2.: haaam, tô respondendo tuuudo aqui e lá! --'

    ResponderExcluir
  4. não é, bicho?
    essa coisa de rascunhos salvam a minha vida!
    um dia te mostro meu caderno.. eu anoto o lugar e a hora que começo a escrever.. tipo, meio de aulas, no intervalo.. antes de dormir.. quando acordo de madrugada.. coisas loucas, menina!
    hahahaha
    e, gata? sobre ao seu nome citado.. hahah, viu?
    ( essa ultima frase ficou louca! hahahahaa )

    ResponderExcluir
  5. vou responder no seu! \o/

    ResponderExcluir