terça-feira, 19 de maio de 2009

saudade.

' enquanto a chuva molha meu rosto, ela esconde a minha lágrima que insiste em encontrar o chão, enquanto o frio, toma meu corpo eu aprendi sem a gramática, que SAUDADE não tem tradução! eu preciso tanto de você, o seu amor é o que me faz crescer, e conhece como a própria mão, cada medo do meu CORAÇÃO! hoje pensei tanto em nós duas, que não podia deixar pra depois, eu vim aqui só pra dizer, que eu sou louca por você! '

Estava escutando essa música, e ela me lembrou alguém. Na verdade me deu saudade do ano passado, ando vivendo de saudades, morrendo de saudade. Essa tal saudade, anda me corroendo. Saudade mata, e engorda! Sou prova das duas coisas. Sim, a verdade, é que essa pessoa se encaixa exatamente em toda palavra que há. Nem sei o quê dizer, só obrigado por existir. Desculpa mesmo, por tudo que eu já fiz, por encher teu saco sempre. E aporrinha tua paciência. Obrigado por tudo que já foi falado, feito, vivido. Está guardado comigo.

PS: RACKEARAM O OUTRO BLOG. Copiei as coisas pra esse, que o que muda é que dupliquei a corda e vou continuar aqui. Bom retorno pra mim, e um beijo pra vocês. ;*


Metade de mim é saudade, a outra é amor.


.bjpralane.

Nenhum comentário:

Postar um comentário