terça-feira, 19 de maio de 2009

Etiqueta - a superficialidade da marca.

Engraçado, hoje passei em frente uma vitrina de uma loja, e disse diversas vezes: Isto é lindo. E aquilo também é lindo. Chamou-me a atenção quando o meu pai virou e disse quase isso: È lindo, porque é de marca, tudo que é de marca sempre é lindo. Mais uma vez engraçado, ele estava certo. Não sei se já pararam pra observar, a tal ‘ sociedade’ se preocupa tantos com os luxos das pessoas, com o glamour, ou até mesmo com o que aquela roupa pode trazer, neste caso fama.Estar usando uma roupa de ‘etiqueta’ ou de ‘marca’ não é apenas estar usando uma roupa, atrás daquela roupa, vem varias superficialidades do cotidiano. Uma delas é o status que a pessoa pode ganhar com ela, quem usa roupa de etiquetas é visto como ‘ o rico’, ‘ o baronês’ ou até mesmo O ESTILOSO.
É claro, roupas de marca são sempre douradoras, sempre mais chamativas, ou mais glamorosas, roupas de marcas duram sempre um pouco mais. Mais nunca valem o valor que a custam. E sabe o quê? O material da calça pode ser o mesmo, o acabamento pode ser melhor, e ela pode valer 20 reais a mais que a outra. Mais quando estamos falando de roupa de marca, nunca nada é 20 reais mais caro. Que tal 200? Sim, é associável. Por trás daquela blusa ‘de marca’ vem algo, chamado O ESTILISTA MELHOR, algo chamado A FABRICA! E os consumidores.
Acontece que toda roupa é roupa. E toda roupa tem etiqueta, e tem uma marca. E engraçado também, que as pessoas sempre valorizam aquela que é cara, aquela que não é nossa, e que não temos condição de ter. E uma frase clichê diz isso: A laranja do vizinho é sempre melhor do que a nossa.E agora, não venham me dizer que vocês não concordam, sendo clichê ou não, ela está certa, nunca damos valor pra o nosso, pra o que podemos ter. Ou até mesmo, pra quem somos. Esquecemos que nós fazemos nosso estilo, que nós fazemos nossa marca, e nós somos as nossas próprias etiquetas, viemos rotulados de muitas coisas boas, mais não sabemos usar. E enquanto as variadas coisas ruins a qual vieram em nós, nós temos prazer de espalha-las por ai, quer exemplo? A inveja.Pois bem, que tal pararmos de nós preocupar um pouco com o que vestimos, com o que usamos, com a marca que usamos, e se preocupar mais, em ser melhor. Em viver melhor. Em emanar coisa melhores.

Deixo uma dica: A nossa laranja sempre é melhor do que a do vizinho.Só não sabemos na verdade, dar valor as nossas laranjas.

Por: Alice Santana.

11 comentários:

  1. Lice , você escreve lindamente bem (: adorei ! bjsmil :*

    ResponderExcluir
  2. Oww minha cherosinha, você escreve tão lindooooo. Saudades de você. ♥

    ResponderExcluir
  3. aai amei tudo *-*' e prencipalmente a piada da loira EEU AMO PIADA DE LOIRA *.* UAHSUAHUSHAUSHUAHSUAHS ' mais eu gostei de tudo mesmo, :D beijos :*

    ResponderExcluir
  4. tá tudo liindo lice *-*
    mas essa matéria ta show demais! parabéns linda! :)

    ResponderExcluir
  5. "A laranja do vizinho é sempre melhor do que a nossa."
    Por que será hein?
    Eta prima, além de linda, tá escrevendo cada coisa massa heein? Jogou a real, falou de um fato que acontece com todo mundo, a gente nunca dar o verdadeiro valor ao que é nosso...parabééns!

    ResponderExcluir
  6. A cada dia vc me surpreende
    e pelo lado positivo
    depois desse texto então
    só me resta te dar os parabéns :D

    ResponderExcluir
  7. superando as expectativas lice,parabens novamente.
    um beijo

    ResponderExcluir
  8. concordo com tudo que falou..e eu sou um exemplo disso: "a laranja do vizinho é sempre melhor que a nossa", sempre me acho inferior às outras pessoas, isso é péssimo! :/

    ResponderExcluir
  9. ah não amiga. arrasou tudo. matéria perfeita. ;*

    ResponderExcluir
  10. Cooncordo plenaamente cooom oq vsse escreeveu.. Coomo disse alguem la em ciima vsse escreve supeer beem.

    Bjoos!

    ResponderExcluir
  11. Você arrasa Lice linda! :D Beijo, Mari. :*

    ResponderExcluir